domingo, 6 de novembro de 2022

patriota no caminhão é chamado para justiça agir contra antidemocratas

 

                     retrato do mundo paralelo em que vivem bolsonaristas
                         .   .   .  .  . . . . . . . . . . . . . . .  .   .   .   .    .  

milly lacombe escreve muito próximo do que eu gostaria de assinar. como sei que a ideia é multiplicar chance de melhorar a vida, coloco aqui trechos de seu artigo, de novembro, 2022:

Bolsonaro perdeu e seu bando tomou as ruas. Homens e mulheres vestidos em amarelo deixaram claro desde o domingo (30/11) à noite que seguiriam as ordens de seu mito e aguardavam coordenadas (...)
As coordenadas dadas a partir de Brasília foram cifradas e cada um interpretou como quis. Entre marchas com bandeira em punho e cantorias de hino nacional com saudação nazista, os patriotas berravam que a direita veio para ficar. Leia-se extrema-direita, evidentemente.
A anistia geral e irrestrita na década de 80, deixando sem punição os torturadores da ditadura, nos trouxe até esse estado alucinado e violento de coisas. Não podemos mais errar assim. (...) É preciso haver punição aos golpistas, aos policiais rodoviários prevaricadores, aos empresários que estão financiando a baderna. (...) Punir todos os responsáveis de forma categórica e exemplar. Em seguida, investigar as inúmeras suspeitas de crimes de responsabilidade cometidos por Bolsonaro (...)

leia o texto de milly lacombe - clica

  . . . . . . . . .  .  .  .  .  .   .   .   .    .    .

a cena do patriota pendurado no caminhão, lá em pernambuco, é ilustração do golpe que não deu certo. aliás, não se dá golpe do dia pra noite. 
olhem, gente cantando hino nacional pra pneu na estrada, outros carregando bandeira do brasil no carro e buzinando pra lombadas ou mesmo os alucinados pedindo ditadura, pelas redes sociais, ofendendo e ameaçando quem não é pelo mito dessa gente, são figuras manipuláveis, são os ilegais, principalmente quando pedem militares no poder, pedem a morte a lideranças que chamam de "esquerda", tudo em nome de algo que nem eles mesmos sabem.
sim, é uma alegria desmedida saber que foi tirado do poder uma figura atroz. é um alívio. economia parece estabilizar-se e há acenos da política internacional em prol do país e de sua saúde. o terrível é lidar com seus alucinados seguidores que chutam a lei e ameçam ordem pública.
milly tem razão quando diz que a anistia da década de 1980 deixou de banir torturadores e defensores de genocídios, aqueles praticados pelos militares e apoiadores, por 21 anos, entre 1964 e 85. a anistia perdoou essa gente. o resultado é claro e, hoje, e não se pode errar mais.
vejam: ex-ministros, o próprio jair, filhos, aquela gente que repassou notícia falsa, propagou cloroquina, que desdenhou da vacina e das máscaras, gente que queimou floresta, pediu propina para vacinação, estuprou indígenas, comprou voto com orçamento secreto etc etc, essa gente precisa pagar, precisa ser presa. do contrário, amanhã, não será um patriota pendurado num caminhão... será uma frota gigante de patriotas atropelando a vida de verdade.
a história não perdoa deslizes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário