quarta-feira, 14 de setembro de 2022

mais uma vez - legião urbana - comentário

                                  
                                       [ legião urbana, brasília, década 1980 ]

       MAIS UMA VEZ
                       [ Renato Russo ]

  Mas é claro que o sol  Vai voltar amanhã  Mais uma vez, eu sei  Escuridão já vi pior  De endoidecer gente sã  Espera que o sol já vem
  Tem gente que está do mesmo lado que você  Mas deveria estar do lado de lá  Tem gente que machuca os outros  Tem gente que não sabe amar
  Tem gente enganando a gente  Veja a nossa vida como está  Mas eu sei que um dia a gente aprende  Se você quiser alguém em quem confiar  Confie em si mesmo  Quem acredita sempre alcança
  Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena
  Acreditar no sonho que se tem
  Ou que seus planos nunca vão dar certo
  Ou que você nunca vai ser alguém
  Tem gente que machuca os outros
  Tem gente que não sabe amar
  Mas eu sei que um dia a gente aprende
  Se você quiser alguém em quem confiar
  Confie em si mesmo
  Quem acredita sempre alcança
. . . . . . . . . .  .  .  .  .   .   .
a canção da banda legião urbana saiu em 1987. 
época difícil, após ditadura militar (1964-85), com inflação galopante e nenhuma chance de melhora. nesse sentido, "mais uma vez" tem apelo esperançoso, quase singelo, não fosse o "confie em si mesmo" que destoa da doçura em volta, ou seja, anuncia que poderá vir o sol amanhã, poderá a vida melhorar, mas na contramão de clichês de autoajuda, não será de uma energia vinda do espaço ou do amor entre as gentes, mas da confiança em si próprio. 
muitas vezes me senti assim, tendo esperanças... e, por incrível que pareça, quanto mais velho, mais cético fico em relação a pessoas. quem quer que seja. confiar apenas em si é o básico mesmo. o pior é que sei lidar pouco com isso. pouco ou nada. sobram ansiedades, frustração. é o sinal dos tempos. é a depressão, mais uma vez.

  . . . . . . .  .  .  .  .   .   .   .





Nenhum comentário:

Postar um comentário