terça-feira, 26 de junho de 2018

roma - história da arte #7




como era a arte em roma, antes de cristo?
o que são os arcos? e o coliseu ?
o que é e que para que serve o panteon? 
e o cimento dos romanos ?
e o arco de tito ?

saiba tudo isso aqui!
assista-me!




domingo, 24 de junho de 2018

má vontade com joão saldanha põe zagallo como criador do time de 1970





não é de hoje que ouço ou leio que aquele time de futebol de 1970 é obra do zagallo. mentira. zagallo assumiu o time em 1970. saldanha, já em 1969, escalava suas "feras", como ele dizia, a partir de jogadores que eram cerebrais, que eram titulares no meio campo. já deixava de fora craque como paulo cesar caju.

vejam a escalação de brasil (2) e inglaterra (1), em 1969, comando de joão, em junho:

1- Gylmar
4 - Carlos Alberto Torres 
2 - Djalma Dias
6 - Joel Camargo
3 - Rildo
5 - Clodoaldo
8 - Gérson
7 - Jairzinho
9 - Tostão
10 - Pelé
11 - Edu 


a quem não sabe, pelé, tostão, gérson e jairzinho eram os meias, os camisas 10, de seus times.

vejam esta, de abril de 1969, brasil 3 a 2 na seleção peruana. técnico: joão saldanha:


1 - Félix
4 - Carlos Alberto
2 - Britto
6 - Djalma Dias
3 - Rildo
5 - Piazza
8 - Gérson
9 - Dirceu Lopes
7 - Jairzinho
10 - Pelé
11 - Tostão


nem precisa dizer: dirceu lopes, o meia do cruzeiro; tostão, idem; jair, pelé e gérson
a diferença para zagallo é que rivellino, pós-saldanha, entrou na seleção, o que só confirma o modo tático de joão por ser mais um camisa 10 a formar o ataque fabuloso daquele time campeão.

na mesa do tal "seleção" sportv, neste junho 2018, tive de ouvir o disparate que é fazer homenagem a zagallo e afirmarem que ele montou aquele esquema de jogo.... uma tristeza.

a explicação é bem simples. joão era comunista de carteirinha. sempre criticou a ditadura. era técnico do botafogo. foi chamado para seleção para ser calado, como já escreveu tostão. 

veja esses dois minutinhos com joão escrachando o ditador médici, ao vivo na tevê. depois disso, claro, óbvio, foi retirado do comando da seleção brasileira. 




nessa época em que muito se fala em "fake news" e pós-verdade, quero sempre poder lembrar quem é responsável pelo esquema tático da seleção de 1970 : joão saldanha. zagallo, pró-ditadura, não teve coragem de colocar dario em campo. sim, claro, depois da saída de joão, o atacante folclórico foi chamado. era a suposta causa da saída de joão a não convocação do grosso dario. na real, além de ser incapaz tecnicamente de formar com pelé, gérson e tostão qualquer coisa, dario não foi o xis da questão, mas sim o fato de joão saldanha ter sido um crítico da ditadura. 








quarta-feira, 20 de junho de 2018

sete chaves - ana cristina césar - a teus pés




sete chaves

Vamos tomar chá das cinco e eu te conto minha grande história passional,
que guardei a sete chaves,
e meu coração bate incompassado entre gaufrettes.
Conta mais essa história, 
me aconselhas como um marechal-do-ar fazendo alegoria.
Estou tocada pelo fogo. 
Mais um roman à clé? 
Eu nem respondo.
Não sou dama nem mulher moderna.
Nem te conheço.
Então:
É daqui que eu tiro versos, desta festa 
— com arbítrio silencioso e origem que não confesso — 
como quem apaga seus pecados de seda, 
seus três monumentos pátrios, 
e passa o ponto e as luvas.

* gaufrettes - wafers; tipo de biscoito doce
* roman à clé - "roman à clef" - narrativa: autor trata pessoas reais através de personas fictícias
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .  .  .  .  .  .  .  .   .   .   .    .

a poesia de ana crsitina cesar (1952-83) não conseguiu tempo de maturar. resvalou na arte da literatura marginal, mas não se mostrou coesa nesse campo.
"sete chaves" parece tratar o tema da morte com colcha de retalhos de eufemismos.
imagens coladas como num diário despretensioso tornam seu estilo bem isso: despretensioso.
falta novidade para se considerar "a teus pés" uma obra de peso. e qual o parâmetro? leminski, pedro tierra, cacaso, leila míccolis, torquarto neto, chacal, só pra ficar em seis bem mais encorpados. claro está que a morte de ana ceifou a chance de sua obra crescer. mesmo assim, vestibulares aqui no estado de são paulo vão cobrar a leitura de sua obra " a teus pés", em novembro 2018 e janeiro 2019.

saber mais ?

assista-me!



sexta-feira, 15 de junho de 2018

fórmula mágica da paz - racionais - redação vestibular



proposta de análise e produção de texto
música do álbum "sobrevivendo no inferno" - racionais mc's - unicamp vestibular

  fórmula mágica da paz
         [ trechos ]

essa porra é um campo minado. 
quantas vezes eu pensei em me jogar daqui, 
mas, aí, minha área é tudo o que eu tenho
a minha vida é aqui e eu não consigo sair
é muito fácil fugir mas eu não vou. 
não vou trair quem eu fui, quem eu sou. 
eu gosto de onde eu vou e de onde eu vim,
ensinamento da favela foi muito bom pra mim. 
cada lugar um lugar, cada lugar uma lei, 
cada lei uma razão e eu sempre respeitei,
em qualquer jurisdição, qualquer área
jardim santo eduardo, grajaú, missionária
funxal, pedreira e tal, joaniza.
eu tento adivinhar o  que você mais precisa
levantar sua "goma" ou comprar uns "pano"
um  advogado pra tirar seu mano
no dia da visita você diz 
que eu vou mandar cigarro pros maluco lá no x
então, como eu tava dizendo, sangue bom,
isso não é sermão, ouve aí:  tenho o dom.
eu sei como é que é, é foda parceiro
a maldade na cabeça o dia inteiro
(...)
ninguém é mais que ninguém, absolutamente, 
aqui quem fala é mais um  sobrevivente
eu era só um moleque, só pensava em dançar, 
cabelo black e tênis all star 
na roda da função "mó zoeira!
tomando vinho seco em voltada fogueira. 
a noite inteira, só contando história, sobre o crime, 
sobre as treta na escola. 
não tava nem aí, nem levava nada a sério.
admirava os ladrão e os malandro mais velho. 
mas se liga, olhe ao seu redor eme diga: o que melhorou?
da função quem sobrou? sei lá, 
muito velório rolou de lá pra cá, 
qual a próxima mãe que vai chorar?  
(...)
onti eu sonhei que um fulano aproximou de mim,
"agora eu  quero ver ladrão, pá! pá! pá! pá!", fim. 
é... sonho é sonho, deixa quieto. 
sexto sentido é um dom, eu tô esperto. 
morrer é um fator, mas conforme for, 
tem no bolso e na agulha e mais cinco no tambor
joga o jogo, vamo lá, caiu a oito eu mato a par
eu não preciso de muito pra sentir-me capaz de encontrar
a fórmula mágica da paz 
eu vou procurar, sei que vou encontrar, eu vou procurar,
eu vou procurar, você não bota uma fé, mas eu vou atrás
(eu vou procurar e sei que vou encontrar) da minha fórmula mágica da paz
(...)
hoje tá da hora o esquema pra sair, é... 
vamo, não demora, mano, chega aí! "cê viu ontem? os tiro ouvi de monte!
 então, diz que tem uma pá de sangue no campão.
ih, mano toda mão é sempre a mesma ideia junto: 
treta, tiro, sangue, aí, muda de assunto. 
traz a fita pra eu ouvir porque eu tô sem,
principalmente aquela lá do jorge ben
uma pá de mano preso chora a solidão. 
uma pá de mano solto sem disposição. 
empenhorando por aí, rádio, tênis, calça, 
acende num cachimbo... virou fumaça!

(...)
choro e correria no saguão do hospital. 
dia das criança, feriado e luto final.
sangue e agonia entra pelo corredor. 
ele tá vivo! pelo amor de deus doutor! 
quatro tiros do pescoço pra cima, 
puta que pariu a chance é mínima! 
aqui fora, revolta e dor, lá dentro estado desesperador! 
eu percebi quem eu sou realmente, 
quando eu ouvi o meu sub-consciente: "e aí mano brown cuzão? cadê você
seu mano tá morrendo o que você vai fazer?"
pode crê, eu me senti inútil, eu me senti pequeno,
mais um cuzão vingativo (mais um). 
puta desespero, não dá pra acreditar, que pesadelo
(...)
dali a poucos minutos, mais uma dona maria de luto! 
na parede o sinal da cruz, que porra é essa? 
que mundo é esse ? onde tá jesus ? 
mais uma vez um emissário 
não incluiu capão redondo em seu itinerário. 
pôrra, eu tô confuso, preciso pensar. 
me dá um tempo pra eu raciocinar 
eu já não sei distinguir quem tá errado, sei lá, 
minha ideologia enfraqueceu 
preto, branco, polícia, ladrão ou eu 
quem é mais filha da puta, eu não sei! aí fudeu, fudeu, 
decepção essas hora... a depressão quer me pegar vou sair fora
2 de novembro era finados
eu parei em frente ao são luis do outro lado e durante uma meia hora olhei um por um 
e o que todas as senhoras tinham em comum:
a roupa humilde, a pele escura, o rosto abatido pela vida dura. 
colocando flores sobre a sepultura. 
("podia ser a minha mãe") que loucura
cada lugar uma lei, eu tô ligado, 
no extremo sul da zona sul tá tudo errado, 
aqui vale muito pouco a sua vida, 
a nossa lei é falha, violenta e suicida
(...)
legal, assustador é quando se descobre 
que tudo dá em nada e que só morre o pobre 
a gente vive se matando irmão, por quê? 
não me olhe assim, eu sou igual a você
descanse o seu gatilho, descanse o seu gatilho, 
que no trem da malandragem, o meu rap é o trilho.
(...)
se liga! procure a sua paz!!
você não bota uma fé....
(agradeço a deus e aos orixás) 
aqui quem fala é mano brown, mais um sobrevivente agradeço a deus, agradeço a deus....e aos orixás
27 ano, contrariando a estatística morô meu!
procure a sua paz.... (eu vou procurar e sei que vou encontrar) 
procure a sua! 
eu vou encontrar! 
você pode encontrar a sua paz, o seu paraíso!
eu vou procurar... você pode encontrar o seu inferno!
(eu vou procurar e sei que vou encontrar) 
eu prefiro a paz ! 
. . . . . . . . . . . . . . . . .  .  .  .  .  .  .  .   .   .   .    .

CONSIDERAÇÕES

  • música que se aproxima da crônica argumentativa e do relato pessoal
  • aqui, feita em verso, o que ressalta o caráter lírico do texto
  • influência do ritmo soul norteamericano de marvin gaye 
  • é o cotidiano da favela e seu entorno
  • morte, descompromisso, falta consciência da realidade da favela
  • irmãos desunidos
  • um recado político e social aos jovens

ao mesmo tempo que se critica a crença cega na religião :
"na parede o sinal da cruz, que porra é essa? que mundo é esse? onde tá jesus? 
mais uma vez um emissário não incluiu capão redondo em seu itinerário"

*capão redondo bairro da periferia de s paulo: no séc 20, considerado um dos mais violentos do país

é possível ver também a reverência aos mitos cristão e afro :
"agradeço a deus e aos orixás"

separar realidade do misticismo é uma tônica nesse álbum "sobrevivendo no inferno"
mais de uma vez clama-se por deus para agradecer algum sobrevivente... assim como fala-se com ironia da ausência de deus (ou jesus) na favela, quando morre algum jovem
  • a fórmula mágica da paz é a união dos jovens e adultos da periferia, da favela
  • a lei não é feita para os negros ou pobres, é preciso união
  • linguagem mistura norma padrão e o coloquial

o contexto histórico da década de 1990 -- quando a música é gravada, no álbum
"sobrevivendo no inferno" era algo assim:

  • impeachment do presidente collor
  • chacina da candelária (rio de janeiro)
  • chacina de acari (rio de janeiro)
  • chacina do carandiru (são paulo)
  • chacina de eldorado de carajás (pará)
  • criminalização da pobreza
  • iniciam-se programas na mídia destacando violência nas perferias
  • inflação em 1991 : 1.470% 
  • inflação em 1993 : 2.780%
  • inflação em 1994 : 1.090%
  • mesmo com plano "real", inflação média na década de 1990 foi de 500% ao ano


. . . . . . . . . . . . . .  .  .  .  .  .  .  .   .   .   .

PRODUZIR TEXTO ARGUMENTATIVO COM O TEMA
"a paz e a guerra são antagônicos, na periferia?"

lembre-se!

ESTRUTURA:

tese 
argumentos
conclusão

. . . . . . . . . . .  .  .  .  .  .   .   .    .
saiba mais:


´formula mágica da paz'
assista!














quarta-feira, 13 de junho de 2018

racionais - sobrevivendo no inferno - vestibular



Eu tenho uma missão e não vou parar Meu estilo é pesado e faz tremer o chão Minha palavra vale um tiro e eu tenho muita munição Na queda ou na ascensão, minha atitude vai além
E tenho disposição pro mal e pro bem
[ capítulo 4 versículo 3 ]

SOBREVIVENDO NO INFERNO
rap - álbum de dezembro 1997

contexto histórico - década 1990
INFLAÇÃO

1.470% ano de 1991
2.780 % ano de 1993
1.090% ano de 1994


  • IMPEACHMENT F. COLLOR
  • MASSACRE CARANDIRU (são paulo)
  • MASSACRE CANDELÁRIA (rio de janeiro)
  • MASSACRE DE ELDORADO DE CARAJÁS (pará)
  • CONGELAMENTO DE PREÇOS
  • ELIMINAÇÃO DE JOVENS DA PERIFERIA
  • MILÍCIAS URBANAS
  • BRASIL CRIMINALIZA A POBREZA
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
- acirramento das questões sociais
- busca do reconhecimento da cultura negra & da periferia
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
r.a.p. - sigla para "ritmo e poesia"
origem : jamaica, século 20
12 canções ao todo

nas músicas há diálogo com gêneros da arte literária como o diário e o conto policial, por exemplo, além do manifesto, do lirismo e claro, a oração

a canção "mágico de oz" é exemplo de música-manifesto pois faz denúncia social
procura convencer seu ouvinte com argumentos

vale a pena ouvir também "fórmula mágica da paz", "diário de um detento" e "tô ouvindo alguém me chamar", além, claro, de "mágico de oz"

os horrores seriam fruto do abandono a que a periferia é relegada
recado claro :

deixe o crack de lado” [ periferia é periferia]
o vício tem dois lados :
- rico e pobre - urbano e periferia
a droga deixa as periferias iguais

em "periferia é periferia" vemos que o termo periferia é o adjetivo para amontoado
de casas destruídas pela droga e pelos que são donos de aviões
Na periferia a lei é a da bala e da droga
. . . . . . . . . . . . . . . .  .   .    .    .     .
saber mais ?
assista-me!
comentário geral do álbum e trechos de entrevistas com mano brown






segunda-feira, 11 de junho de 2018

o que é pop art



arte pop
pop art

o que é ?


era a volta a uma arte figurativa, em oposição ao expressionismo abstrato
mas ao mesmo tempo que produzia uma crítica à industrialização da vida cotidiana a pop art se apoiava nesses objetivos de consumo e, muitas vezes, produzia o próprio aumento do consumo, como aconteceu por exemplo, com as sopas campbell, de andy warhol.
a pop art transformou o que era vulgar em algo refinado... e com função estética também.
a pop art prima por ser simples, praticamente descartável; pode ser produzida em massa.... apresenta baixo custo e usou de elementos do cinema, televisão e publicidade.
quer ver essas obras ?assista-me!

segunda-feira, 4 de junho de 2018

história do cerco de lisboa - saramago - resumo




história do cerco de lisboa [ romance ]
séculos 20 e 12

fácil entender:

raimundo silva tem tarefa de revisar texto antigo sobre a tomada de lisboa pelos cristãos liderados por afonso henriques, 1147

movido por inquietações psicológicas -- ou literárias -- raimundo escreve um "não" em uma das frases que revisa.

os portugueses não teriam sido auxiliados pelos cruzados na luta por retirar os mouros de lisboa

advertido pela editora, raimundo não é demitido. seus patrões decidem colocar uma "errata" nas publicações que saem para livrarias

maria sara, uma figura chamada pela editora para supervisionar o trabalho de raimundo, se interessa pela personalidade do revisor

é dela a ideia de que ele escrevesse uma história do cerco de lisboa como imaginasse...
que desse vazão à imaginação

o que acontece depois ?
assista-me!


sexta-feira, 1 de junho de 2018

candidatos à presidência 2018 saiba o que fazer nas eleições


                 

     




HADDAD (PT)

prós:
- prefeito de são paulo
- premiado pelo projeto agricultura local [ mayors challange 2016 ]
- criou curadoria geral do município (combate á corrupção)
- criou a secretaria da igualdade racial e da política para as mulheres
- wal street : haddad visionário : clica matéria sobre prefeito de s paulo - fernando haddad
- final de gestão na prefeitura: 5 bilhões em caixa -clica quanto de dinheiro ficou na prefeitura?
- manuela d'ávila (pc do b) compõe sua chapa

contras:
- tem resistência da grande imprensa por ser do pt
- tem resistência de setores da esquerda por sua proximidade com o centro


MARINA (REDE)

prós:
- contra o porte de armas
- passado [distante] de lutas populares
- foi ministra do meio ambiente

contras:
- não se posiciona a favor das minorias [ lgbt; feministas etc ]
- não tem apoio da grande imprensa
- mesmo fora do congresso, apoiou golpe, em 2016
- votou em aécio, no segundo turno, 2014

CIRO (PDT)

prós :
- contra o porte de armas
- contra o golpe de 2016 
- contra a venda da petrobrás
- contra a reforma trabalhista de temer


contras:

- se considera progressista, mas está ligado à velha política
- já quis atrelar sua imagem à de lula e haddad
- às vezes afirma que é contra lula
- personaliza a política pois critica nomes desenfreadamente
- passou por sete (7) partidos,  até hoje
- está aliado à direita (dem) - rodrigo maia


BOULOS (PSOL)

prós:
- contra o porte de armas
- coordenador do movimento dos trabalhadores sem teto
- contra a venda da petrobrás
- apoia centrais sindicais
- foi contra o golpe 2016
- defende plebiscitos e referendos ligados à população
- a favor da taxação de grandes fortunas
- descriminalização do aborto : a favor

contras:
- não contribuiu para união das esquerdas
- odiado pela elite e pobres de direita por seus compromissos com excluídos

BOLSONARO
(PSL)


prós:
- não tem

contras:
- a favor da violência para combater a violência [armar população]
- condenado por racismo
- declaradamente homofóbico
- condenado por apologia ao estupro
- a favor da venda da petrobrás
- votou pelo golpe parlamentar, em 2016
- contra descriminalização do aborto
- não tem apoio da grande imprensa
- até pobres de direita o desprezam
- seu candidato a vice, militar, desconhece história de índios e negros
- mente sobre projetos no congresso e destrói dados históricos sobre escravidão
- discurso não é afinado com setor algum da sociedade e sim com a ideia de autoridade




GERALDO (PSDB)

prós:
- terá apoio da imprensa [ não exporá caso da corrupção, no metrô de s paulo, p. ex.]
- tem apoio da elite cristã de direita, em s paulo: fez curso superior, sabe colocar pronomes

contras:
- a favor do porte de arma
- maia e o "dem" irão apoiá-lo
- apoia a reforma trabalhista de temer
- apoiou incondicionalmente o golpe 2016 [assim como seu partido todo]
- apoiou aécio neves, em 2014
- seu partido [psdb] é liberal, privatizador
- seu discurso se prende a uma elite filha da casa grande e da "velha política"
- é do mesmo partido de dória jr
- a direita vê nele um líder: é da elite, fez curso superior, sabe colocar pronomes


MEIRELLES (MDB) * antigo pmdb [até dezembro 2017]

prós

- já foi ministro do governo lula

contras

- a favor da reforma trabalhista
- candidato de temer
- é banqueiro
- seu discurso não é de apelo social

AMOEDO  [ novo ]

prós

- é um uma novidade no cenário

contras

- seu partido é criado pelo banco itaú
- itaú teve sua dívida de 25 bilhões $ perdoada pelo governo temer
- quer privatizar serviços básicos, no país
- não quer lutar contra desigualdade social
- defende um neoliberalismo selvagem e segregador
- é de direita: discurso não é de apelo social
- tem apoio da classe média que, justamente, mais sofre com esse tipo de discurso



PRESTES (PCB)

prós:
- é comunista raiz

contras
- está falecido



FERNANDA MONTENEGRO (sem partido)

prós:
- recusou-se a participar de campanha publicitária da riachuelo
- contra reforma trabalhista de temer
- não apoiou o golpe de 2016

contras:
- não é candidata


CACARECO (zoo)

prós
- já foi candidato, desde meados do século 20, a quase tudo, no brasil
- é um rinoceronte

contras:
- é um rinoceronte

. . . . . . . . .  .  .  .  .  .   .    .     .

* IMPORTANTE LER TAMBÉM

prisão de boulos - 2017 [ clica ]

candidatos 2018 - notícias [ clica ]

ciro e o oportunismo  [ clica ]

manuela, pc do b e ciro gomes [ clica ]

fernanda montenegro e a riachuelo [ clica ]

marielle presente [ clica ]


saiba mais sobre o golpe parlamentar de 2016