segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

morrer aos poucos






"não quero que uma nota de alegria se cale por meu triste passamento"

é verso do jovem azevedo, o maneco álvares, lá do século 19.
apesar da pouca idade (morreu ao 21 anos), sabia o que era morrer estando vivo.
não sei se pediria para que a festa continuasse depois que eu explodisse dessa vida... mundo, aliás, que qualquer pinguim cego teria feito um pouco melhor.
justiça, honestidade, respeito, esperança, acolhimento, tudo isso vi sumir no ralo do individualismo, da desconfiança e da raiva.
esse mundo não merece meu respeito.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

o rapto - carlos drummond de andrade



"claro enigma" não é livro fácil de se digerir, quando comparado a "rosa do povo" ou "sentimento do mundo". aqui, repleto de referências clássicas, o livro soa como uma espécie de pedido de renovação da poesia que deveria dar uma guinada mais à via acadêmica, como faria mário faustino com raro rigor ou mesmo haroldo de campos.
aqui, nota-se a referência ao rapto de ganimedes por zeus. este, rei do olimpo, transforma-se em águia e captura ganimedes, jovem de extrema beleza. zeus faz de ganimedes seu amante e serviçal.
a homossexualidade, no poema, é exposta mas com ressalva... tratada como típica de boates com porta de pérolas falsas e com beijos estéreis. o último verso cita "acerbo amor", ou seja, azedo.
enfim, leia, reflita e veja se é culpa, medo ou incompreensão o que move o discurso do mineiro a respeito do amor homoafetivo, coisa tão comum, diga-se de passagem.

O RAPTO

Se uma águia fende os ares e arrebata
esse que é forma pura e que é suspiro
de terrenas delícias combinadas;
e se essa forma pura, degradando-se,
mais perfeita se eleva, pois atinge
a tortura do embate, no arremate
de uma exaustão suavíssima, tributo
com que se paga o vôo mais cortante; 
se, por amor de uma ave, ei-la recusa
o pasto natural aberto aos homens,
e pela via hermética e defesa
vai demandando o cândido alimento
que a alma faminta implora até o extremo;
se esses raptos terríveis se repetem
já nos campos e já pelas noturnas
portas de pérola dúbia das boates;
e se há no beijo estéril um soluço
esquivo e refolhado, cinza em núpcias,
e tudo é triste sob o céu flamante
(que o pecado cristão, ora jungido
ao mistério pagão, mais o alanceia),
baixemos nossos olhos ao desígnio
da natureza ambígua e reticente:
ela tece, dobrando-lhe o amargor,
outra forma de amar no acerbo amor.



. . . . . .  .  .  .  .  .   .   .   .   .    .    .     .     .





clique e leia matéria da "folha de s paulo" sobre o tema




sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

redação unesp dezembro 2016





entre os 18 e 19 deste mês acontece a segunda fase do vestibular da unesp -- universidade estadual paulista.
nesta fase, a prova de redação é um destaque.
fico pensando em assuntos possíveis para serem discutidos... sugeriria, em ordem aleatória:

1. intolerância religiosa
2. função do voto - política nacional
3. gravidez precoce
4. cem anos de samba - negritude e cultura brasileira
5. desperdício de alimento
6. fidel e o socialismo

ultimamente, o gênero argumentativo é o que o estudante tem encontrado.
no vestibular do meio do ano, 2016, o tema foi o novo modelo de família.
confira

redação comentada - família clica

em dezembro de 2015, a proposta girava em torno de imagens impactantes no noticiário: "banalização do sofrimento ou forma de sensibilização?"
 clica no vídeo e veja o comentário




para se manter atualizado :  esquerda e direita - o que são? veja o vídeo abaixo



outro tema possível - redação unesp - -    homofobia
clica e reflita :



segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

além da lona





o circo-escola "além da lona" (campinas, sp) apresentou seu fechamento do ano com um espetáculo, no "cis - guanabara" -  centro cultural de inclusão social da unicamp.
liderado por christian mathias o circo-escola "além da lona" fica na rua dr. quirino, 152, campinas, próximo à antiga (e verdadeira) ponte preta; bem perto do colégio ave maria.
em 2017, haverá trapézio, com professor will júnior.
vagas abertas para iniciantes, intermediário e avançado.

vale a pena!


sábado, 3 de dezembro de 2016

o espelho - machado de assis





"o espelho" não deve ser o texto mais conhecido de machado, se compararmos com "missa do galo", "causa secreta" ou "a cartomante", só para ficar em três campeões de materiais didáticos.
jacobina, personagem central, vai expor aos amigos, numa casa em sta tereza, no rio de janeiro, sua teoria sobre a alma humana. ou melhor: as almas.
saber mais?

veja-me!




quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

fidel foi fiel à revolução





trecho de eduardo galeano:

Seus inimigos dizem que exerceu o poder falando muito e escutando pouco, porque estava mais acostumado aos ecos que às vozes.
E nisso seus inimigos têm razão. 
Mas seus inimigos não dizem que não foi para posar para a História que abriu o peito para as balas quando veio a invasão, que enfrentou os furacões de igual pra igual, de furacão a furacão, que sobreviveu a 637 atentados, que sua contagiosa energia foi decisiva para transformar uma colônia em pátria e que não foi nem por feitiço de mandinga nem por milagre de Deus que essa nova pátria conseguiu sobreviver a dez presidentes dos Estados Unidos, que já estavam com o guardanapo no pescoço para almoçá-la de faca e garfo
.

                                                   http://www.vermelho.org.br/noticia/290238-1

fidel se bateu pelos mais fracos, isso é fato. chamá-lo de "ditador" simplesmente, apequena quem o diz. ingleses, norte americanos estão a mais tempo ditando regras no capitalismo de resultado, gerando miséria e ampliando indústria bélica, mas isso não vem ao caso para a maioria desletrada que mora na aristocracia. socialistas ou comunistas nunca prometeram disney ou qualquer outro conto de fadas no fim do túnel. capitalismo promete fantasia e nunca entrega. apenas aquela minoria usufui da miséria alheia.
das três grandes revoluções, dos últimos quatrocentos anos, no planeta, duas são socialistas. uma burguesa. qual foi coerente?
por que o embargo a cuba -- conhecido "el bloqueo" -- ainda persiste?

para quem -- como os estados unidos -- que procuram sempre minimizar os feitos sociais pós-revolução de 1958 é muita falta de confiança, não? muito medo. muito.
não sei se é pelo socialismo apenas que se alcançará algum tipo de estabilidade social... mas tenho certeza que não é pelo capitalismo.

. . . . . .   .  .  .  .   .   .   .    .    .    .    .     .      .

capitalismo é solidão - clica e confere


. . . . . .  .  .  .  .   .   .   .    .    .     .     .      .


segunda-feira, 28 de novembro de 2016

fuvest 1a fase 27 novembro






a avaliação de literatura, neste domingo, 27 -- fuvest -- cobrou "mem póstumas de brás cubas" (machado), "claro enigma" (drummond), "mayombe" (peptela) e "iracema" (alencar) - este último, aliás, de previsível aparição, este ano, pois era o livro novo na lista.
considerei enfadonhas as questões... levara em conta situações laterais da história da literatura. na real, curti a de história da arte, com picasso em primeiro plano. bem legal. agora, na questão envolvendo drummond e a igreja barroca, o pedido era que o aluno levasse em consideração uma das característica menos contundentes do modernismo de fase 1 (isso mesmo, década de 1920) que era a valorização da arte passada brasileira. drummod, oswald, bandeira e mais alguns, empreenderam expedição até ouro preto e região e isso serviu de destaque em suas biografias, só isso. se o aluno mais atento sabe que drummond e seu "claro enigma" são da fase 2, já se fazia possível que o vestibulando se confundisse ante o enunciado que pedia a ele que se reportasse às características da 1a. e, dentre elas, uma das menos contundentes. uma pena.
outra questão que induzia ao erro envolvia "iracema". na referida questão, o vestibulando precisava analisar três afirmações a respeito do livro e, uma delas, falava do "bom selvagem". a expressão, de origem iluminista (rousseau) e cabe bem em "iracema". porém, na mesma afirmação, se dizia que havia marca do tal "bom selvagem" em "iracema" e que tudo se ligava a narrativas medievais de capa e espada. como heroísmo à moda medieval" não é a cara do romance de alencar, a tal afirmação perdia veracidade. outra pena.

para a segunda fase, em janeiro, vou pedir especial atenção a "sagarana" (g rosa) e "o cortiço" (azevedo)










sexta-feira, 25 de novembro de 2016

camões para toda a gente






para unicamp, para quem gosta de poesia clássica e de discutir parte das origens de nosso lirismo, "camões em perigo", de carlos h carneiro, eu mesmo. editora clube de autores.

clique aqui para ir à loja ! receba em casa

veja-me !


quinta-feira, 24 de novembro de 2016

o que é crônica




sabe o que é uma crônica?

gênero textual dos mais lidos nos últimos cem anos... 

quer saber mais ? 

assista-me!





[ agora com o selo "youtube educação" ]

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

literatura fuvest 2017




chegando a hora!

algumas dicas sobre a lista de leitura, prova de domingo próximo!

arrisco estes quatro!

"o cortiço" (azevedo)
"conversa de bois"  (g rosa)
"duelo" (g rosa)
"iracema" (alencar)

vai por mim!
 boa prova!










saiba mais em : literatura para vestibulares


segunda-feira, 21 de novembro de 2016

o cortiço - resumo




ler "o cortiço", de aluísio azevedo é tarefa obrigatória para o vestibular de domingo próximo!

atenção aqui!

* determinismo

* moradia

* zoomorfia

* ambição

* homossexualidade

quer mais ?

veja-me !



sábado, 19 de novembro de 2016

literatura unicamp






vou colocar aqui duas dicas, apenas, para a prova de literatura, unicamp, que ocorre neste dia 20 de novembro.

de sua lista obrigatória de leitura, selecionei "poemas negros", jorge de lima; e "caminhos cruzados", do veríssimo (pai).

boa prova !

se quiser mais dicas, incluindo fuvest, clique aqui !





sexta-feira, 18 de novembro de 2016

cinco livros para ler no verão




você vai entrar em férias, entre dezembro e fevereiro? quer presentear alguém?
anote cinco - 5 - dicas de leitura que devem agradar um leitor sadio.
[ ... para ler no verão e no resto das suas vidas ]

a ordem é aleatória, já adianto.

1 - as flores do mal - baudelaire -  poesia francesa, século 19, antecipa o realismo, resvala no romantismo; um primor de ritmo e lirismo

2 - terra sonâmbula - mia couto - romance histórico e surreal, valorizando a luta do povo moçambicano, entre fim do século 20 e começo do 21. um livro sobre literatura pura.

3 - conto da ilha desconhecida - josé saramago - prosa curta, narrativa envolvente, escrita no fim do século 20, ambientada no 16. um homem à procura de uma ilha que talvez não exista.

4 - a metamorfose - franz kafka - conto expressionista, início do século 20, expõe a degradação humana, numa época de capitalismo selvagem. bizarro e necessário.

5 - dom casmurro - machado de assis - o melhor livro deste autor... e, talvez, o melhor do país, sem mais comentários

. . . . . . . . .  .  .  .  .  .  .   .   .   .   .    .    .    .     .

divirta-se !













quinta-feira, 10 de novembro de 2016

redação unesp 2016



                                                                                                                           [ laerte ]

em julho de 2016, a unesp propôs, em seu vestibular, o tema :

O conceito de família proposto pelo Estatuto da Família:
discriminação contra outros arranjos familiares?

um dos textos de apoio era este:

O que é o Estatuto da Família?
É um projeto de lei que tramita na Câmara dos Deputados. O texto desse projeto tenta definir o que pode ser considerado uma família no Brasil. Ou seja, o projeto propõe regras jurídicas para definir quais grupos podem ser considerados uma família perante a lei.
(“O que é o Estatuto da Família?”. www.cartacapital.com.br, 25.10.2015. Adaptado.)

outro texto de apoio :

Projeto de Lei no 6583, de 2013 (Estatuto da Família)
Para os fins desta Lei, define-se família como o núcleo social formado a partir da união entre um homem e uma mulher, por meio de casamento ou união estável, ou ainda por comunidade formada por qualquer dos pais e seus descendentes.

(Anderson Ferreira [dep federal pelo PR]. “Projeto de Lei no 6583/2013”. www.camara.gov.br, 16.10.2015. Adaptado.)

e mais um texto :

A ONU no Brasil disse estar acompanhando “com preocupação” a tramitação, no Congresso Nacional, da Proposição Legislativa que institui o Estatuto da Família, especialmente quanto ao conceito de família e “seus impactos para o exercício dos direitos humanos”.
Citando tratados internacionais, a ONU afirmou ser importante assegurar que outros arranjos familiares, além do formado por casal heteroafetivo, também sejam igualmente protegidos como parte dos esforços para eliminar a discriminação: “Negar a existência destas composições familiares diversas, para além de violar os tratados internacionais, representa uma involução
legislativa”.

(“Brasil: ONU está preocupada com projeto de lei que define conceito de família”. http://nacoesunidas.org, 27.10.2015.)

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .  .  .  .  .  .  .   .   .   .   .   .    .    .    .     .      .       .       .

o gênero exigido: argumentativo.
excelente a proposta para o debate, claro. não só por conta do exame para universidade, mas para alimentar a discussão sobre respeito. a charge inicial, deste post, da cartunista laerte, também fazia parte dos textos de apoio, diga-se.

o que poderia ser feito.
a estrutura básica de um texto argumentativo é:
introdução (colocar a tese) - - argumentos (defender a tese) - - conclusão (reforçar a tese) 

sugestão :

situar no tempo e no espaço o assunto.
fazer afirmação categórica a respeito da proposta, ou seja, posicionar-se enfaticamente, deixando claro ao corretor a sua mensagem.
exemplo: sua tese poderia conter a defesa de um conceito mais amplo de família

argumentos a favor :  possibilidade de adoção seria mais ampla; respeitar diversidade de gênero; congresso tem obrigação de representar o povo de seu pais que, no limite, não define a família apenas como casal formado por um homem e uma mulher.

conclusão : (evite "concluindo" no início do parágrafo) defender a conceito de família mais amplo do que o estatuto propõe é mais que uma urgência cidadã, é questão de sobrevivência humana.

. . . . . . . .  .  .  .  .  .   .   .   .   

veja comentário sobre outro tema do vestibular unesp:



quarta-feira, 9 de novembro de 2016

leituras no vestibular agora!



preparando-se para as provas de fuvest e unicamp ?
veja esta lista de aulas sobre as principais leituras deste mês de novembro.
as provas estão chegando!
preparem-se!
boa sorte!






terça-feira, 8 de novembro de 2016

mais que um duelo




"duelo" é um dos nove contos do livro "sagarana", do mineiro joão guimarães rosa.
são três elementos importantes : turíbio, cassiano e timpim. minas gerais, primeira metade do século 20.
descubra como se desenvolve a trama e o estilo do autor assistindo-me !


quinta-feira, 3 de novembro de 2016

literatura no enem




o exame nacional do ensino médio não anuncia lista obrigatória de leitura e, por isso, prioriza os seguintes itens que vão em sua grade de competências & habilidades em "linguagens".
destacamos a competência 5 :

-- e dentro dela as habilidades "a", "b" e "c" -- 

C5 
Analisar, interpretar e aplicar recursos expressivos das linguagens, relacionando textos com seus contextos, mediante a natureza, função, organização, estrutura das manifestações, de acordo com as condições de produção e recepção.

a) Estabelecer relações entre o texto literário e o momento de sua produção, situando aspectos do contexto histórico, social e político.
b) Relacionar informações sobre concepções artísticas e procedimentos de construção do texto literário
c) Reconhecer a presença de valores sociais e humanos atualizáveis e permanentes no patrimônio literário nacional.

sendo assim, vale a pena apostar mais na carga de leitura de textos literários do que necessariamente nas conceituações a respeito de "estilo de época" ou "estilo de determinado autor". 
saber ler um texto literário significa reconhecer seus variados sentidos, perceber existência de figuras de linguagem e a função social que o texto levanta.





sábado, 29 de outubro de 2016

a matéria é energia aprisionada






carlos drummond de andrade  -- de cuja obra pouco gosto --, em “rosa do povo”, nos escreve que uma flor nascera na rua. feia, mas flor. vinícius, mais violento e não menos poético, escreve "rosa de hiroshima"... que tipo de energia expõem ?
é fácil responder quando se tem a mão “albert einstein e seu universo inflável”. divertido mas exige do leitor leigo um tanto de paciência para compreender a linguagem dinâmica da ciência matemática e da própria física, a respeito da luz, movimento, dimensões, buraco negro, tempo,
enfim, um chamado “quebra-cabeças” do universo. esse nome, aliás, me irrita, porque só seria capaz de montar um “quebra-cabeças” alguém com a cabeça quebrada, eu não gosto dessa lógica comum que trata quem não é cientista como uma larva em coma. fernando pessoa, marx ou mesmo sócrates tentaram explicar o mundo, mas não ganharam tanto sucesso quanto cientistas como newton, galileu ou einstein que, aos olhos das larvas, fizeram coisas difíceis, “cabeludas”, como diz o singelo volume da coleção mortos de fama”, são exemplo de estudo, esforço, repetição... alguns exageram, claro, mas é humano ser destemperado. gosto do livro mesmo assim, creiam.
einstein lutou contra a guerra. de origem judaica, o cientista esteve em países da europa e nos estados unidos sempre usando de sua fama como cientista para ser ouvido, no que diz respeito à luta contra o nazi-fascismo, por exemplo.
contudo, o livro ajuda a desmistificar a figura do cientista que sempre foi mostrado nos meios de comunicação como alguém fora da razão. qual o interesse de se rotular alguém estudioso como amalucado? estudar é algo que provoca; algo que ilumina. Isso, por si, já diz tudo. vem da era medieval essa mania de se tratar cientista como doente. galileu, que viveu fora da idade média, continuou sentindo na pele essa perseguição... einstein foi perseguido por ser judeu, menos pela inteligência, mas a caricatura do "pensador-maluco" lhe pegou e, como poucos, albert usou disto para divulgar ainda mais suas descobertas.
eleito homem do século, pela revista norte-americana "time", einstein é um dos caras que ajudou a humanidade a, pelo menos, tomar ciência de que pouco sabe. viva sócrates.


sexta-feira, 28 de outubro de 2016

redação enem - prepare-se !




o exame do enem, em novembro 2016, vai trazer uma proposta de redação, dentro do gênero argumentativo.
há vários tipos de texto morando dentro do "argumentar" : aula, resenha, editorial, dissertação, carta argumentativa etc ...
o que o enem vem exigindo é a dissertação.
a grade de correção contempla 5 (cinco) itens. 200 pontos cada. mil pontos para uma excelente produção de texto.

como fazer ?
quais as partes principais?
obviamente, evite clichês... nada de "no mundo em que vivemos" ou "tudo na vida tem dois lados"
enfim.

o resto é fácil!

assista-me!

boa prova!






terça-feira, 25 de outubro de 2016

são marcos - sagarana - resumo




josé é uma figura que, em princípio, destoa do lugar em que se encontra -- o calango-frito --, sertão mineiro, início do século 20. apresenta alguma erudição, consome literatura, escreve e aprecia a contemplação da natureza
contudo, ele desdenha e zomba de joão mangolô por dois motivos: ser negro e feiticeiro.
o que vai acontecer nesta história misteriosa de guimarães rosa?
só me assistindo!


segunda-feira, 24 de outubro de 2016

jogos vorazes ?





quem tem game tem medo.
não sei se isso funciona sempre, pra todo mundo.
mas não é de hoje que jovens morrem em função do jogo virtual...ou através dele.
claro está que nenhum game sai da tela e estrangula ou esfaqueia alguém. a culpa não é do jogo.
enfim, não vou posar de feiticeiro e resolver os problemas do universo num blog.
melhor me assistir.


segunda-feira, 17 de outubro de 2016

escola precisa ser inclusiva




venho repetindo, junto com poucas pessoas, que um dos males da escola é a falta de interdisciplinaridade. o método linha-de-montagem que escolas -- principalmente as privadas -- adotam é desumano. é o tal fordismo na educação, imperando, aqui, há mais de 70 anos.
concordo com o vídeo da organização "humana.org". querer analisar o grau de inteligência de um peixe por sua capacidade em subir pelas árvores é bizarro. se um médico receitar o mesmo remédio para todos seus pacientes com dor de cabeça, por exemplo, vai ser tragédia. é com esses e outros exemplos que o vídeo trabalha. um julgamento à escola. lamentavelmente, parece que ela é sempre a única culpada pelo descaso com aprendizado, em muitos locais do mundo. e a gente sabe que não é a única responsável. mas voltando ao vídeo: discutir avaliação e finalidade da escola é uma urgência. de novo: principalmente na rede privada, um tiquinho ainda atrás da rede pública no quesito lidar com projetos. mas a vantagem da rede particular é que ela pode realizar mudanças num espaço de tempo menor do que toda uma rede, dentro de um país.
não vou me estender. o filme (curto, já aviso) fala por si.


sexta-feira, 7 de outubro de 2016

esquerda e direita - que são ?





quando me dizem que os conceitos de "esquerda" e "direita" estão acabados, sinto uma vontade muito grande de chamar a galera para quem certas palavras não se perdem no vento: de um lado, kant, adam smith, napoleão, quase todo o vaticano, henry ford, o pessoal da fiesp... de outro, marx, durkeim, lênin, niemeyer, rosa luxemburgo, graciliano ramos, luís carlos prestes ...
essa gente aí está bem esclarecida quanto aos conceitos de "esquerda" e "direita".
de um lado, privatizações, o liberalismo, o capitalismo e a política ligada a grandes corporações empresariais que beneficia apenas um certo grupo de figuras. no brasil, geralmente brancas, diga-se. do outro, justiça social, direitos trabalhistas e o valor ao estado.
quer saber mais ?
assista-me !
e pare de falar que conceitos e "direita" e "esquerda" acabou.


quarta-feira, 5 de outubro de 2016

o que é realismo





a tela aqui registrada é do lusitano silva porto. 1893. chama-se "ceifeiras". expõe realidade dura, ardida de sol, para as duas mulhres... ao infinito, toda a colheita por fazer.
no plano da escrita é escola literária nascida na frança, segunda metade do século 19.
1857, diz a história. "madame bovary", falubert assina o romance polêmico pra época.
e aqui no brasil? quem foi o autor que primeiro topou mudar de estilo  superar a lenga lenga dos românticos?
assista-me !


terça-feira, 4 de outubro de 2016

amor - clarice lispector






amor.
conto que pertence ao livro "laços de família", conta história de ana, uma dona de casa que vive no conforto da tradição mais clichê possível, para classe média da época (década de de 1960) : marido, filhos, apartamento na via urbana do rio de janeiro.

narrativa simples, direta.
ana está no bonde com suas compras. enxerga um cego, no ponto de ônibus, mascando chiclestes.
assustada com tamanha autononia, deixa cair as compras... ovos se quebram.
desce no ponto errado. vai parar no jardim botânico. 
a natureza lhe parece hostil. ela medita sobre a segurança de seu lar, tudo planejado, desde antes de seu nascimento. nascer, crescer, ter filhos, morrer. e o que estava acontecendo? uma vida, finalmente, lhe era apresentada.
com medo do perigo de viver, ana se recompõe e volta pra casa. é recebida por seu filho. vai para a cozinha, prepara jantar, afastando-se do perigo de viver. no quarto, deita-se e apaga a luz para dormir.

quer saber mais ?
assista-me!


comendo a . . .






nem só de literatura vive um homem
vejam como me tornei um chef bombástico, guaranástico, cocástico e fantástico
:)
aprenda e ganhe fama você também!



segunda-feira, 3 de outubro de 2016

temas para redação enem 2016





sim, sim, continuo indicando alguns temas para produção de texto, neste próximo vestibular, enem, 2016.

como se sabe, a prova tem priorizado, até agora, o gênero argumentativo.
basicamente, algo assim:

introdução - - nela, apresenta-se o assunto e a tese aparece. a sua tese, sua ideia a respeito da proposta.

desenvolvimento - - - surgem os argumentos que defendem a tese. pelo menos dois.

proposta de solução ao problema - - o vestibulando deve ser objetivo na abordagem do problema que mora na proposta, sempre respeitando direitos humanos

conclusão - - - reforçar a tese. a sua tese.

. . . . . .  .  .  .  .  .   .   .   .   .    .     .      .       .

alguns temas para você estudar e produzir

1. mobilidade urbana
2. função da arte
3. corrupção 
4. esporte vs. educação física, na escola
5. economia compartilhada (uber, airbnb etc)
6. maioridade penal
7. questão de gênero / sexualidade
8. zoológico ou parque (reservas ambientais)
9. desperdício de alimentos

bom estudo!
boa prova!









domingo, 2 de outubro de 2016

a hora e a vez de augusto matraga





“Eu sou pobre, pobre, pobre,
 vou-me embora, vou-me embora
......................................................

Eu sou rica, rica, rica, vou-me embora, daqui!...”
(Cantiga antiga)

“Sapo não pula por boniteza,
 mas porém por precisão.”

(Provérbio capiau) 


a hora e vez de augusto matraga recria uma verdadeira saga do homem na travessia por este mundo. matraga é, de um modo mais amplo, o homem no sentido universal. o conto é uma tragédia, digamos, bem à moda grega. apolo e dioniso estão em xeque. ia dizer "choque", desisti. xeque. sua trajetória recria a passagem evolutiva em busca do aprendizado do viver e da ascensão espiritual em plenitude. seu objetivo será ter sua hora e vez de entrar no céu, "mesmo que seja a porrete". é uma história de redenção e espiritualidade. depois da epifania, vem a vontade de matar novamente...
aliás, "epifânio" é nome de um dos jagunços de joãozinho.
atenção às referências bíblicas: o título do conto é uma fala do padre... e a cena próxima ao final é releitura do novo testamento, jesus e a mula etc.
"matraga" é o último texto do livro "sagarana". nele, neste conto, há uma miscelânea de praticamente todos os temas que temperaram os outros oito textos, como religiosidade, vingança, animais poderosos, amor. veja que o burrinho que salva francolim, no primeiro conto ("o burrinho pedrês") parece repetir a cena, agora, em "matraga", com uma função diferente: salvar para a morte. 




sábado, 1 de outubro de 2016

felicidade sim





quantas horas do dia você vive?
vive?
ir ao dicionário e ler o verbete "felicidade" não é difícil...
imagino ...
imagino mas tenho medo do que muitos vão compreender porque os dicionários não trazem poesia nos verbetes, se é que me entende.
e por que procurar felicidade? sei.

o resto aqui.


sexta-feira, 30 de setembro de 2016

a morte da galinha pintadinha





quem diria... quem diria...
a galinha pintadinha sempre foi uma verdade na vida de quem curtia umas penosas.
hoje, morta, resta sua lembrança. a mim, o gosto.
vou dividir com vocês o que fiz com algumas partes dessa ave saborosíssima.
assista-me !


quinta-feira, 29 de setembro de 2016

corpo fechado - sagarana




história narrada em primeira pessoa, conta uma aventura espetacular de manuel fulô enfrentando o valentão targino que, de repente, havia anunciado que iria passar um dia com a noiva de manuel.
o que acontece?
é mais um conto de "sagarana", do inesgotável guimarães rosa.
vejam!


quarta-feira, 28 de setembro de 2016

cola na escola - tema para redação





nesses tempos em que muito se fala sobre corrupção, vale a reflexão a respeito desta que é uma das mais tradicionais da vida de um estudante: a cola. a mim, está claro que a cola é mais um recurso para conseguir vantagem em um exame que, claramente, está mal feito. uma avaliação cujas respostas cabem entre os dedos da mão ou em bilhetes milimétricos não merece respeito mesmo. professores e orientadores devem sim colocar na ordem do dia a avaliação como meio e não como fim de um processo de aprendizagem. colar não é só a consequência de uma avaliação feita sem critério, mas também em função do espírito de nossa classe média a quem interessa apenas o benefício próprio pelo menor esforço. a classe média, em geral, não gosta de estudar e nem sabe governar-se. dá pena. eles sofrem o tempo todo, falam em crise, corrupção, mas estão sempre prontos a sonegar impostos, parar carro em fila dupla, comprar produtos sem nota ... uma tristeza.



terça-feira, 27 de setembro de 2016

um grande barato




franz kafka tinha senso de humor.
"a metamorfose", 1912, é exemplo de sarcasmo, angústia e dor.

trata-se de um conto, ou seja, uma narrativa com um conflito.

gregor samsa, depois de sonos intranquilos, acorda transformado num inseto gigante.

o resto ... o resto só lendo o livro.

ou me assistindo.



segunda-feira, 26 de setembro de 2016

a cidade e as serras





quem tem medo de um jacinto?
e quatro jacintos numa história só?
estamos entre portugal e paris, século 19
riqueza, filosofia, tecnologia, tédio e alguma natureza.

"a cidade e as serras"

romance não dos melhores, do eça, mas está nas bocas dos vestibulares.
eu li!

veja o que fiz com ele.


domingo, 25 de setembro de 2016

til - romance de alencar






quem tem medo de jão fera? e de gonçalo pinta?
quem matou a mãe berta? qual o destino de brás?

romance folhetinesco, à moda romântica, "til" é leitura obrigatória, nos vestibulares e provas aqui pelo sudeste...

veja do que estamos falando!


quarta-feira, 21 de setembro de 2016

poemas negros
















jorge de lima, pota moderno que produziu literatura de quase todo jeito: épica, lírica, clássica, folclórica...
seu estilo mais marcante é o que a crítica chama de "modernismo fase 2", geração de 1930 / 45.

"poemas negros" é um bom destaque. linguagem próxima da oralidade, vocabulário afro, verso livre. vale a pena. e está nos vestibulares aqui dom sudeste.



terça-feira, 20 de setembro de 2016

idade média quem?




trovadorismo é o começo da nossa história literária. nossa, da língua portuguesa, pode-se dizer. o momento histórico escolhido como início oficial da literatura de idioma luso é o século da independência do país, o doze. de lá pra cá, todas as fases da literatura apresentam, de alguma forma, influência do trovadorismo. 
mas o que é mesmo esse trovadorismo?

veja-me!
compartilhe!


sábado, 17 de setembro de 2016

filme do ano




nunca uma imagem falou tanto.
imagine um zilhão de imagens?
"o mingau de fabiano" -- baseado na história de "vidas secas" -- é fruto de anos e anos e anos e anos de trabalho intenso, motivado pelo amor à arte. é o filme do ano. da década ...
não perca.
veja agora! e sua vida não mais será a lesma. 
a mesma.